domingo, 7 de março de 2010

A humanidade instintiva nos animais

Este vídeo podia ter a ver com racismo, com instintos, com compaixão, com espanto.
No fundo, é um vídeo que mostra que temos na nossa condição animal as bases para tratar bem os outros. Por exemplo, quando o outro é um imigrante.
Veja-se bem a que ponto vai a "humanidade instintiva" do leopardo. Para se manter junto do macaquinho, deixa a hiena levar a comida que caçara... e que, na verdade, bem necessita.
video

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Número de "Teaching Tolerance" sobre imigração, segregação/integração

A não perder!

Não obstante o Inglês...
logo

Uma política comum de imigração para a Europa

A União Europeia tem uma política comum para a imigração, centrada nos valores...

  • da prosperidade
  • da solidariedade
  • da segurança
Ver AQUI (escrito também noutras línguas)

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

As vozes de alguns pássaros

Da AVIBASE, um conjunto de slides maravilhosos com os pois de alguns pássaros, por exemplo, da andorinha-das-chaminés. Clicar aqui, e depois, na página que abrir, nos anexos, clicar em transferir..

sábado, 30 de janeiro de 2010

E a oliveira é o símbolo da nossa freguesia...



Brasão, Bandeira, e Selo
Foi publicado na III série do Diário da República, no dia 14 de Dezembro de 2001, o edital do nosso brasão, tendo em conta o parecer da Comissão de Heráldica da Associação dos Arqueólogos Portugueses de 4 de Setembro de 2001, que foi aprovado sob proposta da Junta de Freguesia na 3ª reunião extraordinária da Assembleia de Freguesia, realizada em 29 de Novembro de 2001:
Brasão – escudo de prata e duas oliveiras arrancadas de verde, frutadas de negro, tudo alinhado em roquete; campanha diminuta ondeada de azul e prata de três tiras. Coroa mural de prata de quatro torres. Listel branco, com a legenda a negro. «SANTA MARIA DOS OLIVAIS – LISBOA».
Bandeira – esquartelada de vermelho e prata. Cordão e borlas de prata e vermelho. Haste e lança de ouro.
Selo – nos termos da lei, com a legenda: «Junta de Freguesia de Santa Maria dos Olivais – Lisboa». 
                                                                                                                                                    
A Heráldica
As oliveiras são o símbolo do Olival, que a par com a vinha formaram as culturas exteriores aos arredores de Lisboa.
Contudo, foi o olival que deixou registado o seu nome. De acordo com a lenda, foi na cavidade do tronco duma oliveira que apareceu a Imagem de N.ª Senhora, imagem esta que foi conservada na sacristia da Igreja Matriz até 1700, ano a partir do qual, não existem mais notícias sobre o seu paradeiro.
A coroa antiga simboliza a nobreza.
Para além de quintas de grandes titulares (Marqueses de Marialva, Marqueses de Arronches e outros) existiram grandes morgadios, cujos administradores ou morgados, no tocante à nobreza não ficavam atrás de muitos titulares; Alpoins; Bulhões; Britos e Melo dos Olivais e Palmela, Sousas de Castelo Branco, etc.
A coroa mural de quatro torres, por se tratar de uma antiga vila.
O azul e vermelho são as cores da freguesia, pelo que, se optou utilizar vermelho na coroa e o azul no ondado.